< id="top" class="post-template-default single single-post postid-7248 single-format-standard">

São Félix do Araguaia/MT - Hoje é 16 de Outubro de 2019

"Escrevendo uma nova história" ADM 2017-2020
Ultimas Noticias

Eleições para Conselheiros Tutelares acontece domingo dia 6 de outubro em São Félix do Araguaia – MT

O conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, juntamente com a Comissão do Processo de Escolha Unificado do Conselho Tutelar, apresenta para a comunidade, os candidatos ao cargo de Conselheiros Tutelares, e convida todas e todos os eleitores para a votação que acontecerá no próximo dia 06 de outubro.

Tomamos a liberdade, de usar uma reflexão do Pílulas do ECA, (https://www.facebook.com/pilulasdoeca/), para apresentar os nossos candidatos.

“Olá,

Faltando alguns dias para a escolha dos conselheiros tutelares de todo país quero refletir com vocês sobre a importância dessa escolha.

O conselho tutelar foi criado para, caso alguém venha falhar, seja a sociedade, o estado, a família ou a própria criança ou adolescente, o direito violado seja guardado, zelado. (Art. 98/131 ECA)

Portanto, trata se de um órgão de defesa que somente agirá quando houver uma ameaça ou uma violação desses direitos, para aplicação de medidas de proteção, insculpidas nos artigos 18b, 101 e 129, todos do Eca, e além disso, eventualmente, encaminhará situação ao ministério público ou ao poder judiciário, a depender de cada situação. Faz isso para reparar a falha.

Assim, o conselho tutelar não faz assistencialismo, não faz caridade, ação preventiva, e não pode atuar fora da legalidade, sob pena de cometer improbidade administrativa ou mesmo alguma modalidade de crime contra a administração pública.

Dessa forma se afaste de candidatos que prometem: acabar com o trabalho infantil, caçar pedófilos, lutar pela tradicional família brasileira, fiscalizar eventos, que ocupará as ruas pelo fim do tráfico, entre tantos absurdos e abusos que ouvimos até o momento.

Quem promete além do cumprimento do Estatuto da criança e do Adolescente simplesmente não conhece os riscos que oferece a própria infância.

Procurem depositar seus votos naqueles que de fato confie, pois é uma decisão que contribuirá com a sociedade por quatro anos.

Serão escolhidos cinco candidatos por Conselho Tutelar.

O melhor candidato é aquele que se indigna diante da violência e buscará cessar essa violência pelos meios adequados. E mais, de forma conjunta com os demais Conselheiros, pois é um órgão onde a decisão da maioria que prevalece e nada se faz sozinho.

Um bom conselho tutelar terá cinco membros buscando o fim da violência de forma imediata e mediata.

Explico: o conselho tutelar pode assessorar o poder executivo local para questões orçamentárias apontando as demandas, a longo prazo, e ao mesmo tempo vai atuar de forma incisiva por exemplo advertindo pais caso estes violem direitos de seus filhos.

Portanto, escolham quem pode fazer a diferença na vida de uma família de forma respeitosa, digna e legalista, para não dizer humanista.

Queria aqui marcar todos os amigos que deixaram de ser apenas Conselheiros tutelares e passaram a viver sua vida pela causa da infância, tornando se militantes da infância.

Mas corro o risco de não marcar todos, porém vocês sabem a quem me refiro e espero de verdade que a sociedade escolha aqueles que não escolheram representar o retrocesso do Eca na latrina. Senão a infância padecerá.

Bom final de campanha e quero lembrar a todos que a sabedoria popular tem rejeitado aquele que caluniam e difamam
seus concorrentes, então, foco na campanha sem ofensa e boataria, pois isso depõe contra sua idoneidade moral desde já…e isso é requisito mínimo para estar conselheiro.

Abraços,

Gio Borges”

Desta forma esses são os candidatos e candidatas da nossa cidade, os mesmos tiveram até o último dia 16 de setembro para apresentar seus mini currículos (em 100 caracteres) e o que não apresentou vamos divulgar somente o nome e o número para serem votados:

Adriana Araújo nº 1;

Aérica Bezerra nº 2 – Porque você quer ser conselheira tutelar? Sou mãe, sou esposa, sou educadora formada em pedagogia e quero ser conselheira tutelar, porque considero – me preparada para desenvolver um bom trabalho com as crianças e adolescentes do nosso município e se eleita junto com os meus colegas exercer nosso trabalho com seriedade, dedicação e competência, sempre priorizando o que rege a lei. A família é a base de todo ser humano, principalmente para combater à violência contra os menores que são o futuro de nosso país.;

Andreia Cristina nº 3 – Eu sou assistente social de formação e atuação na área da proteção especial:  Creas, casa lar (casa para abrigamento de crianças e adolescentes). O meu objetivo como futura conselheira tutelar e atuar na garantia e na proteção dos direitos da criança e do adolescente no município de São Félix do Araguaia -MT e distritos e lutar por um conselho tutelar mais atuante e próximo da população, acessível a todos da sociedade no limite das atribuições legais de conselheira tutelar.;

Caio Dias Reis nº 4;

Duana Viana Ramos nº 5;

Eurides Luz de Araújo nº 6 – Formada em Administração de empresa. Ser uma excelente conselheira Tutelar, executar minha função conforme elencado na Lei Federal 8.069/90. E desenvolver ativamente minhas funções. Será para mim, uma nova experiência de trabalho, atuar como conselheira tenho algumas metas a serem trabalhada no colegiado, voltados a crianças e adolescentes. Minha visão é defender e melhorar o serviço do conselho tutelar em minha comunidade.;

Flavia Pereira Campos nº 7 – Prezada população de São Félix do Araguaia/MT, tenho 24 anos de idade e sou acadêmica do curso de Educação Física, sou mãe de uma filha de 03 anos de idade. Gostaria de apresentar minha candidatura ao posto de Conselheira Tutelar.

Quero atuar como Conselheira para poder contribuir com um trabalho social eficaz e efetivo. Procurar soluções alternativas e incentivar o outro a “pensar junto”. Anseio fundamentar corretamente as decisões tomadas, para assegurar um bom entendimento por parte de todos os envolvidos, e assim, criar um clima saudável no trabalho e investir na confiança e na solidariedade

Laila da Costa Lopes nº 8 – Quero ser conselheira tutelar para lutar e defender os direitos atribuídos a criança e ao adolescente, direitos esses que muitas vezes podem ser violados ou ameaçados pela sociedade, Estado, pelos pais, responsáveis ou também em razão de sua própria conduta. Objetivando ter uma oportunidade de emprego nesta cidade de São Félix do Araguaia – MT, buscando zelar pelos bons princípios e buscando desenvolver um trabalho junto a este órgão de grande valia em meio a sociedade, buscando entender a realidade de cada criança e adolescente que estão expostos a riscos ou ameaças.;

Lilian Aparecida Mendes Barbosa nº 9 – Sou Lilian, sou casada e tenho duas filhas, sou filha do Sr. Wilson Chapadinha e Dona Mirany. Moradora de São Félix do Araguaia a mais de 30 anos. Estou Concluindo o Curso de Serviço Social e já concluí o Curso de Bacharel em Teologia. O objetivo por que quero ser CONSELHEIRA TUTELAR é para  Fortalecer trabalho com as Crianças e Adolescentes da nossa cidade e distritos, buscando zelar pelos seus direitos e deveres, levando a conscientização que onde junto com a sociedade e as famílias, podemos desenvolver um bom trabalho e assim promover a valorização do trabalho com as redes de proteção e as garantias de direitos de cada Criança e adolescente.

Ricardo Braz de Lima nº 10;

Rosiane dos Santos Milhomem nº 11;

Zorayma de Oliveira Brito nº 12 “Há um mundo a ser descoberto dentro de cada criança e de cada adolescente. Só não consegue descobri-lo quem está encarcerado dentro do seu “Eu” profundo”.   Com base nesta frase de Augusto Curi, me proponho a ser uma Conselheira Tutelar, integrando-me ao sistema de proteção às crianças e adolescentes, no âmbito municipal. Sei do enorme desafio que me aguarda. Porém, a experiência de ser mãe de três filhos e as difíceis travessias alcançadas, me credenciam a colaborar com outras famílias na orientação de seus filhos menores. Crianças e adolescentes precisam de carinho, de amor, de orientação e respeito como forma de garantir-lhes um convívio saudável na estrutura social. Antes de tudo, devemos mergulhar no seu mundo e buscar desvendar os males que os afligem ou o tesouro que há dentro de cada um. Somente assim, encontraremos as condições ideais para orientar-lhes para a vida.

Contamos com o voto de cada um dos eleitores de São Felix do Araguaia.