< id="top" class="post-template-default single single-post postid-5569 single-format-standard">

São Félix do Araguaia/MT - Hoje é 20 de Junho de 2019

"Escrevendo uma nova história" ADM 2017-2020
Ultimas Noticias

CAPS REALIZA CAMINHADA DA CAMPANHA JANEIRO BRANCO

A Secretaria Municipal de Saúde através da equipe do Centro de Atenção Psicossocial – CAPS de São Félix do Araguaia realizou na manhã desta quarta-feira 23 de Janeiro, uma caminhada pelas ruas da Vila Santo Antônio em alusão a campanha Janeiro Branco. Desde o inicio do mês que o CAPS vem desenvolvendo ações como, distribuição de panfletos e palestras voltados aos funcionários e usuários dos serviços abordando o tema: “Ano Novo, Mente Nova!”. O tema foi trabalhado em prol da saúde emocional da sociedade como também palestras internas para o público do Caps.

O objetivo da campanha é chamar atenção da sociedade para os temas da Saúde Mental e da Saúde Emocional nas vidas das pessoas; aproveitar a simbologia do início do ano para incentivar as pessoas a pensarem a respeito das suas vidas, dia dos seus relacionamentos e de que andam fazendo para investirem e garantirem Saúde Mental e Saúde Emocional em suas vidas e nas vidas de quem está ao seu redor.

O Centro de Atenção Psicossocial – CAPS, é um dispositivo fundamental na rede de atenção psicossocial que atua como base no acolhimento e atendimento à população em relação às suas demandas de Saúde Mental.

O Caps associado à Campanha Janeiro Branco se dedica a fortalecer essa importante rede de atendimento público e social relacionada à Saúde Mental e trabalha, junto à sociedade para viabilizar a prevenção do adoecimento mental e emocional em busca de estratégias para saúde emocional.

Com isso o Caps é uma forma mais evoluída nos tratamentos psíquicos, e vem de uma luta de DESASILAMENTO e retirada de ENCLASURAMENTO do sofredor emocional trazendo-o para sociedade e proporcionado tratamentos diferenciados, como também a acolhida é um olhar mais humanizado para o sofrimento psíquico.

Como o Janeiro Branco pode ajudar as pessoas?

 1 – Colocando os temas da Saúde Mental e da Saúde Emocional em máxima evidência na sociedade.

2 – Construindo, fortalecendo e disseminando uma “cultura da Saúde Mental” na humanidade.

3 – Contribuindo para a valorização da subjetividade humana e o combate ao adoecimento emocional das pessoas.

4 – Contribuindo para o desenvolvimento e a disseminação do conceito de ‘psicoeducação’ entre as pessoas e as instituições sociais.

5 – Contribuindo para o desenvolvimento e a valorização de políticas públicas relativas aos universos da Saúde Mental em todo o mundo.

Os 5 Principais Objetivos da Campanha Janeiro Branco

1 – Fazer do mês de Janeiro o marco temporal estratégico para que todas as pessoas e instituições sociais do mundo reflitam, debatam, conheçam, planejem e efetivem ações em prol da Saúde Mental e do combate ao adoecimento emocional dos indivíduos e das próprias instituições;

2 – Chamar a atenção de todo o mundo para os temas da Saúde Mental e da Saúde Emocional nas vidas das pessoas;

3 – Aproveitar a simbologia do início de todo ano para incentivar as pessoas a pensarem a respeito das suas vidas, dos seus relacionamentos e do que andam fazendo para investirem e garantirem Saúde Mental e Saúde Emocional em suas vidas e nas vidas de todos ao seu redor;

4 – Chamar a atenção das mídias e das instituições sociais, públicas e privadas, para a importância da promoção da Saúde Mental e do combate ao adoecimento emocional dos indivíduos;

5 – Contribuir, decisivamente, para a construção, o fortalecimento e a disseminação de uma “cultura da Saúde Mental” que favoreça, estimule e garanta a efetiva elaboração de políticas públicas em benefício da Saúde Mental dos indivíduos e das instituições.

Como surgiu o Janeiro Branco?

Criada em 2014, em Minas Gerais, a campanha conta com a participação de diversos profissionais que colaboram participando de palestras, debates e vídeos informativos sobre a importância do Janeiro Branco. A conscientização já tem grande público em São Paulo, mais de 30 cidades de Minas Gerais e países como os Estados Unidos, Japão e Portugal. A psicóloga Gabriela Bandeira esclareceu algumas dúvidas e explicou um pouco mais sobre o projeto. Confira:

– O que é o Janeiro Branco?

“É uma campanha criada e promovida por psicólogos com o propósito de convidar a população a discutir a importância do cuidado com a saúde mental em busca de mais felicidade e qualidade de vida. O mês de janeiro foi escolhido, pois representa, simbólica e culturalmente, um mês de renovação de esperanças e projetos na vida das pessoas. Muitas vezes, ao fim de cada ano, fazemos avaliações de como foi o ano que passou e de como queremos que o próximo seja, e a campanha propõe o debate e o planejamento de ações em prol de sua saúde mental. Com a campanha pretende-se difundir um conceito ampliado de saúde mental e saúde emocional, como um estado de equilíbrio.”

– Qual a importância da conscientização?

“A conscientização se faz imprescindível uma vez que os cuidados com a saúde mental ainda são alvo de preconceito. Atualmente, vivemos em um período em que hipervalorizamos as aparências. Buscamos aparentar que estamos sempre bem, e buscar ajuda profissional poderia ser um sinal de fraqueza. Além disso, o pouco conhecimento sobre o que é e para que serve a psicologia, apenas aumenta este preconceito. Cuidar da saúde mental é autoconhecimento, é evitar doenças e criar estratégias de como lidar com as diversas situações da vida.”

– Quando devemos começar a nos preocupar e a cuidar da nossa saúde mental?

“O que levará cada pessoa a buscar ajuda profissional é muito particular, já que cada pessoa vive e interpreta experiências de modo particular. Porém, o principal sinal de alerta é quando percebemos que, por algum motivo não estamos nos sentindo bem. Muitas vezes somos consumidos por estresse, tristeza, dificuldade nas relações, desânimo; e a terapia pode ajudar a nos sentir melhor e a descobrir como lidar com tais dificuldades. A terapia apenas nos enriquece como pessoa. Nos ajuda a lidar melhor com os outros, com o mundo e principalmente com nós mesmos. Aprendemos a superar nossas dificuldades, e principalmente, a identificar e aprender a lidar com nossas emoções.”

– Para quem a campanha é direcionada?

“Para a população de um modo geral. Quanto mais pessoas tiverem conhecimento, maior será o debate e desconstrução de ideias erradas sobre terapia e cuidados com a saúde mental”, finaliza a psicóloga.

Além da Prefeita Janailza Taveira Leite participaram da caminhada o Secretário de Saúde Rafael Vieira, Administração Wemes Leite, Turismo Alexandre Cardoso, servidores da Saúde, pacientes e a equipe do CAPS.